Deu empate na primeira partida da final da Série Ouro. União e XV de Novembro ficaram no 2 x 2 numa partida emocionante que só foi decidida no último minuto dos acréscimos do segundo tempo. A partida foi realizada no Estádio da Porteira, com a presença de um grande público.

O XV de Novembro começou melhor na partida tomando conta dos espaços, mas sem criar grandes oportunidades de gol. O União, enquanto isto, procurava apenas explorar contra ataques, mas sem muita efetividade também. Aos poucos porém, o União crescia na partida. Mas neste momento, numa grande jogada, o meia Guilherme acertou um balaço de fora da área e a bola chocou-se caprichosamente contra o travessão do goleiro Eron. Melhor no jogo, o União quase abriu o placar num belo chute de fora da área e uma grande defesa do arqueiro Paulo Rocha. Porém, aos 33 minutos, o meia do União Douglas acertou um belo chute de fora da área e a bola foi no ângulo de Paulo Rocha, com o União abrindo o placar. O XV não conseguia chegar ao ataque e procurou se estruturar esperando tempo passar.

Na etapa final, com Willian no lugar de Alison e João Paulo no posto de Guilherme, o alvi negro alterou a formação tática e passou a jogar com três atacante.  E foi logo dando resultado. Aos 3 minutos, Willian e Amaral trocaram passes e a bola foi lançada para a área. O lépido Marciano se antecipou a Eron e com um leve toque  desviou para as redes, para delírio da torcida atubense. A partir daí  o XV de Novembro estabeleceu o amplo domínio das ações e dois minutos após, numa outra jogada espetacular de Marciano, por pouco não sai o gol da virada. O “Nego Love” escapou em velocidade, ganhou do zagueiro e cruzou, Amaral  entrou e chutou, mas o zagueiro e o goleiro Eron tiraram a bola em cima  da linha. Dono das ações, em nova jogada de Marciano, a bola se apresentou para Willian que da marca do pênalti finalizou, mas Eron defendeu. O União apenas se defendia, e numa nova jogada de lado, o zagueiro Athos cabeceou e Eron defendeu no canto.

Quando eram decorridos 37 minutos do segundo tempo, no único lance de ataque perigoso do União, Carlão recebeu na área e girou, batendo no canto. A zaga do XV errou na cobertura e o União virava o placar. A partida se tornou dificílima a partir daí. Muita catimba por parte dos rubro negros do Guaraituba. O XV apertava, mas não conseguia sucesso. Então, diante do sumiço de todas as bolas, a partida ficou paralisada por aproximadamente 5 minutos. Valente, o XV não desistia, mas via a missão bem dificultada pela defesa do União. Sem bolas em campo, o jogo parecia que ia terminar. Uma bola veio de fora, para o jogo terminar. Quando parecia que a invencibilidade alvi negra iria cair, eis que aos 52 minutos, sobreveio um escanteio pela ponta direita, que o lateral esquerdo Xuxinha foi bater. A bola cantada encontrou Willian no primeiro pau. Este mergulhou e desviou  no cantinho de Eron para o delírio da torcida alvi negra. Não houve tempo para mais nada.

O XV de Novembro jogou com: Paulo Rocha; Zé do Brinco(Mayquinho), Ramon, Athos e Xuxinha; Juninho, Amaral, Guilherme(João Paulo) e Deivão(Skerda); Alison(Willian) e Marciano.

No próximo final de semana, o jogo da volta será no Estádio do Atuba, onde a vitória dará o título a qualquer das equipes. Um novo empate leva a decisão para uma terceira partida em campo neutro.

 

Deixe uma resposta