A imagem vale mais que as palavras

Neste 15/03/2020, o nosso Esporte Clube XV de Novembro completa oficialmente 41 anos de existência, de ininterrupta existência. Com sede na grande região do Atuba, município de Colombo, Região Metropolitana de Curitiba – PR – Brasil, o alvi negro que foi fundado por um grupo de adolescentes que tinham idades que variavam entre 17 e 22 anos, se mantém mais vivo de forma ininterrupta como nenhum outro. O XV que nasceu com pequeno, com um grupo de amigos, se tornou gigante dentro do futebol amador da cidade de Colombo e absolutamente o único a se manter em atividade ininterrupta por mais de 4(quatro) décadas.

Até existem clubes mais antigos em Colombo, mas com várias interrupções e licenciamentos, o que contudo, jamais aconteceu com o alvi negro que é único a se manter por mais de 04 décadas em atividades sem qualquer tipo de paralização.

Se a criação do clube teve origem em meados de 1978 e 1979, a história do futebol da região, e todos os times e clubes extintos que o antecederam, tiveram suas memórias incorporadas pelo alvi negro que remonta os longínquos anos de 1967/1968. Na história consolidada, o precursores do alvi negro, se reuniam aos finais de tarde na esquina das ruas Ludovico Kindinger e Abel Scuissiato no Atuba, em frente ao antigo Supermercado Atuba, da família Kindinger, onde hoje atualmente se localiza o Supermercado Califórnia. O grupo de amigos habituou-se a passar e parar naquele local, apenas para “bate-papos” sempre antes de rumarem para suas casas. O local tornou-se um ponto-de-encontro. Os jovens então, passaram a chamar aquele local de “Quinze” e rapidamente formaram um grupo único para atuarem na região.

O nome XV de Novembro, por isso, nada tem em comum com outros clubes do Brasil chamados XV de Novembro, ou mesmo qualquer outra homenagem ao dia da Proclamação da República. O nome surgiu de um equívoco na marcação da primeira partida amistosa da história da associação, em 1979, na cidade de São Francisco do Sul, em Santa Catarina, diante do EC Primavera, campeão da Liga local. O time que jogaria em Santa Catarina chamava-se apenas “Quinze” ou “Turma da Quinze” e quando os catarinenses resolveram  promover a partida amistosa numa emissora de rádio local com chamada para o evento, o “time” foi chamado de “XV de Novembro”, o que acabou sendo adotado a partir de então.

O dia 15 de março foi uma data convencionada pelos fundadores, visto que foi aproximadamente a data em que ajustaram os primeiros torneios de futsal. O primeiro torneio de futsal, Troféu Coronel Paredes, foi vencido pelo XV de Novembro em 31/03/1979.

Grandes nomes figuram nos anais da história do XV de Novembro nestes 41 anos e até não seria justo nominar alguns, pois há risco de esquecimento. Todos que trabalharam, jogaram ou contribuíram de alguma forma para a trajetória vitoriosa do clube, devem ser destacados. Neste aspecto, o lema do clube sempre prevalecerá: “A força da amizade”.

Em 41 anos, foram várias conquistas na gloriosa trajetória do XV de Novembro, ou somente “XV”, como é carinhosamente chamado por todos. O alvi negro, está entre os maiores clubes de futebol amador colombense, que por suas ações, se tornou conhecido e respeitado além fronteiras.


Grandiosos feitos entretanto, sempre merecerão ser destacados nos 39 anos de história: A conquista da Taça Paraná de Juniores de 1992 em decisão diante do América de Ponta Grossa, por ser até aquela ocasião, o maior título da história de todo o esporte colombense. Jamais, em tempo algum, alguma associação de Colombo, em qualquer esporte que fosse, tinha obtido um título de nível estadual. Como o ineditismo também nunca foi novidade para o pessoal do XV, em 1995 o clube de forma inédita participou do futebol profissional, em cartada que revolucionou o futebol da cidade de Colombo, trazendo para a Terra da Uva, inclusive, jogadores japoneses, imprensa esportiva da capital e mostragem em todo o Brasil.

Recordista de participações em campeonatos da Liga de Colombo, líder do ranking, único que jamais se licenciou e único que jamais foi rebaixado, tendo participado da Divisão de Acesso apenas na sua estréia na Liga, o alvi negro chega aos 41 anos, consolidado como o clube de maior destaque dos últimos anos. Tri-campeão colombense(20XV/2016/2018), bicampeão da Taça da Uva(2017/2018), campeão dos campeões, vários vice campeonatos da Série Ouro, nos últimos anos, o XV de Novembro frequentou todas as finais e fases decisivas  dos campeonatos principais da Liga de Colombo. De 2013 a 2019, só não foi finalista em 2014 e 2019

Neste ano de 2020, o XV de Novembro disputará a sua 32ª Série Ouro consecutiva, quebrando seu próprio recorde, que vem sendo batido ano a ano. É o clube de Colombo que mais disputou a Liga.

Dono da maior torcida do município, o alvi negro do Atuba prossegue com suas várias dificuldades, mas traz planos ousados para que possa prosseguir sua rota, com certeza mantendo as inovações dentro do esporte colombense.

Aos 41 anos com muita saúde, apesar de grandes dificuldades, o XV segue avante, firme e forte.

PARABÉNS AO XV DE NOVEMBRO, muitos e muitos anos de vida.

Não haverá comemoração específica pois o clube está se reestruturando. Todavia, hoje uma partida decisiva pelo campeonato de másters – 45 anos, em que o XV de Novembro, comandado pelo dupla Elias e Nando, enfrentará ao Ana Terra, a partir das 09:30 no Estádio do Atuba. Uma vitória alvi negra, combinado com um tropeço do Gralha Azul diante do Boca Juniors, dará o título por antecipação ao XV.

Em caso contrário, o alvi negro já está na final do certame.

Confira nas imagens adiante umpouco da história do XV de Novembro.

Deixe uma resposta